registration

the registration in “plataforma de encomenda” is reserved to architects members of The Association of Architects (Portugal) or other similar foreign architecture professional associations.

notícia • 2019-02-11 Proposta vencedora do concurso para o Parque Urbano da Praça de Espanha dos NPK e Atelier RUA foi apresentada hoje
Imagem 0 - Proposta vencedora do concurso para o Parque Urbano da Praça de Espanha dos NPK e Atelier RUA foi apresentada hoje

Imagem 1 - Proposta vencedora do concurso para o Parque Urbano da Praça de Espanha dos NPK e Atelier RUA foi apresentada hoje

Imagem 2 - Proposta vencedora do concurso para o Parque Urbano da Praça de Espanha dos NPK e Atelier RUA foi apresentada hoje

Imagem 3 - Proposta vencedora do concurso para o Parque Urbano da Praça de Espanha dos NPK e Atelier RUA foi apresentada hoje

Imagem 4 - Proposta vencedora do concurso para o Parque Urbano da Praça de Espanha dos NPK e Atelier RUA foi apresentada hoje

A proposta vencedora do concurso público internacional para a elaboração do projeto Parque Urbano da Praça de Espanha, da autoria do atelier NPK – Arquitectos Paisagistas Associados em parceria com o Atelier RUA, foi apresentada hoje na Fundação Calouste Gulbenkian.
 
Dos 12 trabalhos de conceção apresentados, apenas 9 foram selecionados para a 2ª fase das seguintes equipas:
- Machado e Braga Macedo Arquitetos, Lda.
- Sérgio Miguel da Silva Godinho, Arquiteto
- Ventura Trindade Arquitetos/Baldios Arquitetos Paisagistas
- Pedro Machado Costa e Luís Ferreira Neto
- Atelier do Beco da Bela Vista, Arquitetura Paisagista, Lda.
- NPK – Arquitetos Paisagistas Associados, Lda. e Atelier RUA
- Ceregeiro – Arquitetura Paisagista, Lda.
- José Adrião Arquitetos – Sociedade Pessoal, Lda.
- TPF Planage Cenor – Consultores de Engenharia e Gestão S.A.
 
A proposta vencedora promete uma atmosfera mais limpa, jardins mais fáceis de sustentar, uma cidade mais fresca, mais resiliente às alterações climáticas, uma cidade mais bonita.
 
A nova Praça de Espanha funcionará como espaço de continuidade da Avenida Duque de Ávila e do Jardim da Gulbenkian, que terá uma ponte pedonal a ligá-lo ao centro da praça. A proposta cria uma nova unidade urbana, capaz de gerar coesão no espaço público desconexo e novas continuidades entre os bairros, projetando-se para o futuro, ambicionando integrar depois todo o logradouro da Rua Eduardo Malta, qualificando todo o quarteirão e aproximando o parque a Monsanto.
 
O riacho do Rego será recuperado, numa renaturalização do caminho natural da água, e será construída uma bacia de retenção de águas com efeito de drenagem, para evitar as cheias que tanto fustigam a zona.
 
A proposta promete uma atmosfera mais limpa, jardins mais fáceis de sustentar, uma cidade mais fresca, mais resiliente às alterações climáticas, uma cidade mais bonita.