registo

o registo na plataforma de encomenda é exclusivo para arquitectos inscritos na ordem dos arquitectos ou outra associação congénere.

notícia • 2017-12-19 Filipe Madeira e Vânia Saraiva vencem concurso para o Mercado de Santa Clara
Imagem 0 - Filipe Madeira e Vânia Saraiva vencem concurso para o Mercado de Santa Clara

Imagem 1 - Filipe Madeira e Vânia Saraiva vencem concurso para o Mercado de Santa Clara

 

O concurso de ideias organizado pela Trienal de Arquitectura de Lisboa e que visou a adaptação do Mercado de Santa Clara a novos usos que envolvem a divulgação e promoção de projectos e negócios da economia cultural e criativa da cidade de Lisboa, associados ao Design, Media, Artes, Cultura e Inovação teve 26 propostas apresentadas por arquitectos ou colectivos informais de Arquitectura.
 
Filipe Madeira e Vânia Saraiva são os autores da proposta vencedora, a mesma que, através de um sistema de compartimentação pragmático e flexível de telas reguláveis em altura, permite facilmente diferentes configurações, tipologias e transformações do espaço do mercado.
 
De acordo com o Júri “Esta proposta é a que melhor viabiliza o programa resolvendo também algumas questões técnicas do edifício como o controlo da luz natural abrindo a possibilidade de leitura da nave na sua totalidade até à sua múltipla compartimentação. A solução proporciona a futuros utilizadores a possibilidade de economia de meios de suporte na realização de uma diversidade de eventos.”
 
O Júri decidiu atribuir ainda duas menções honrosas a Rui Mendes que apresentou uma proposta que "promove a utilização pública do edifício em conjunto com o espaço urbano" e, à equipa composta por João Pedro Cravo, Bernardo Sousa, Diogo Lafaia e Pauline Gasqueton com uma proposta que pretendeu "musealizar o edifício propondo pequenas intervenções construídas que serão a âncora dos núcleos programáticos".
 
O Júri do concurso foi composto por: Alberto Souza Oliveira, Matilde Cardoso,(Junta de Freguesia de São Vicente); Margarida Grácio Nunes (Câmara Municipal de Lisboa), José Mateus (Trienal de Arquitectura de Lisboa) e Pedro Geraldes (Clube de Criativos de Portugal).