registo

o registo na plataforma de encomenda é exclusivo para arquitectos inscritos na ordem dos arquitectos ou outra associação congénere.

notícia • 2018-01-03 Nuno Brandão Costa e Sérgio Mah vencem concurso para curadoria da representação portuguesa na Bienal de Veneza
Imagem 0 - Nuno Brandão Costa e Sérgio Mah vencem concurso para curadoria da representação portuguesa na Bienal de Veneza

Pela primeira vez a representação nacional resultou de um concurso por convite, lançado pela Direcção-Geral das Artes (DGArtes).
 
Para a escolha da representação oficial de Portugal, a DGArtes convidou sete equipas a apresentar projectos de representação oficial, tendo como limite um orçamento de cerca de 200 mil euros: Ana Jara e Lucinda Correia, André Tavares e Marta Labastida, João Belo Rodeia e Ricardo Carvalho, João Mendes Ribeiro, Désirée Pedro e Carlos Antunes, Jorge Figueira e Carlos Machado e Moura, Maria Manuel Oliveira e Álvaro Domingues e Nuno Brandão Costa e Sérgio Mah.
 
O júri do concurso presidido por Nuno Moura, da DGArtes, integrou ainda Helena Paula Pires (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), José Manuel Pedreirinho (Ordem dos Arquitectos), os arquitectos Inês Lobo, Nuno Grande e Roberto Cremascoli (curadores de representações oficiais em edições anteriores) e Sofia Baptista (produtora da DGArtes).
 
A 16.ª Bienal de Arquitetura de Veneza decorrerá de 26 de maio a 25 de novembro de 2018, com curadoria de Yvonne Farrell e Shelley McNamara, subordinada à temática "Freespace".
 
Em breve será apresentada a proposta vencedora, assim como a curadoria associada. A representação de Portugal ficará exposta na Villa Hériot, na ilha da Giudecca, Veneza.