registo

o registo na plataforma de encomenda é exclusivo para arquitectos inscritos na ordem dos arquitectos ou outra associação congénere.

Intervenção no Teatro Nacional de São Carlos

concurso

Intervenção no Teatro Nacional de São Carlos

concluído 2022-10-22
promotor Opart - Organismo de Produção Artística E.P.E.
localização Lisboa
programa Reabilitação
área 9,087m²

descrição

Candidaturas até 22 de outubro de 2022
 
O concurso de conceção limitado por prévia qualificação para a elaboração do projeto de conservação e restauro, requalificação e modernização do Teatro Nacional de São Carlos é promovido pelo Opart - Organismo de Produção Artística E.P.E. e conta com a assessoria técnica da OA-SRLVT.
 
O presente concurso enquadra-se no Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), realizado no âmbito do Next Generation EU, e o projeto a ser realizado cumpre em particular o definido no investimento RE-C04-i02: Património Cultural do PRR.
 
Para além da conservação e restauro e requalificação geral, a intervenção tem por obje­tivos maiores a necessária modernização dos equipamentos, na sua maioria obsoletos e descontinuados, melhoria do desempenho energético dos edifícios, a segurança de pes­soas/funcionários e bens, melhoria nas condições de trabalho que decorrerão de novas funcionalidades dos espaços, conforto e bem-estar para o público.
 
Valor máximo para o custo da obra: €20.000.000,00 + IVA
Valor base: € 2.000.000,00 + IVA
 
Faseamento
1ª fase: Apresentação de candidaturas e qualificação de candidatos
As 5 melhores equipas que cumpram os requisitos mínimos de capacidade técnica estabelecidos no artigo 18º dos Termos de Referência são qualificadas para a 2ª fase.
2ª fase: Apresentação, análise e seleção dos Trabalhos de Conceção
Fase sujeita a anonimato e limitada aos concorrentes qualificados na 1ª fase.
 
 
Prémios
€ 125.000,00 (cento e vinte cinco mil euros) distribuído igualitariamente pelos concorrentes que apresentarem trabalhos de conceção na 2ª fase
 
 
Critérios de seleção
1ª fase:
> Currículo individual dos elementos da equipa projetista - 50%
> Currículo coletivo da equipa projetista - 30%
> Qualidade das obras - 20%
2ª fase:
> Valorização patrimonial - 40%
> Funcionalidade - 30%
> Requalificação e exequibilidade das infraestruturas - 20%
> Eficiência energética - 10%
 
 
Júri
Membros Efetivos:
- Dra. Conceição Amaral, Presidente do Conselho de Administração do Opart – Organismo de Produção Artística E.P.E., que preside;
- Arq. José Canas, indicado pelo Opart – Organismo de Produção Artística E.P.E.;
- Dr. Paulo Ferreira de Castro, indicado pelo Opart – Organismo de Produção Artística E.P.E.;
- Arq. Carlos Bessa, indicado pela Direção-Geral do Património Cultural;
- Arq. José Moreira Barra, indicado pela Ordem dos Arquitectos – Secção Regional de Lisboa e Vale do Tejo.
Membros suplentes:      
- Arq. Luísa Cortesão indicada pelo Opart – Organismo de Produção Artística E.P.E.;
- Doutor Delfim Sardo, indicado pelo Opart – Organismo de Produção Artística E.P.E.;
- Arq. Jorge Fernandes, indicado pela Direção-Geral do Património Cultural;
- Arq. Jorge Manuel Bonito Santos, indicado pela Ordem dos Arquitectos – Secção Regional de Lisboa e Vale do Tejo.
 
 
Cronograma
1ª fase:
Data limite para pedidos de esclarecimento: 30 de setembro de 2022
Data limite para respostas aos pedidos de esclarecimento: 11 de outubro de 2022
Data limite para entrega de candidaturas: 22 de outubro de 2022 (17:00)
 
2ª fase:
Data limite para pedidos de esclarecimento: até às 23h59m do 20.° dia após a data de envio do convite aos candidatos qualificados
Data limite para respostas aos pedidos de esclarecimento: até às 23h59m do 40.° dia após a data de envio do convite aos candidatos qualificados
Data limite para entrega de propostas: até às 17h00m do 60.° dia após a data de envio do convite aos candidatos qualificados

documentação