registo

o registo na plataforma de encomenda é exclusivo para arquitectos inscritos na ordem dos arquitectos ou outra associação congénere.

Conjunto habitacional da Quinta das Conchinhas, Lisboa

concurso

Conjunto habitacional da Quinta das Conchinhas, Lisboa

concluído 2022-11-24
promotor IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, I.P.
localização Lisboa
programa Habitação
área 20,929m²

descrição

Propostas até 24 de novembro de 2022
 
O concurso público de conceção para a elaboração do projeto do conjunto habitacional  da Quinta das Conchinhas em Lisboa, é promovido pelo IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, I.P. e conta com o apoio e a colaboração do Município de Lisboa e a assessoria técnica da OA-SRLVT.
 
O conjunto habitacional da Quinta da Conchinhas estará localizado em Chelas. A área de intervenção confina a poente com a Rua João César Monteiro, a sul com a Avenida Paulo VI e a nascente com a Rua Alfredo Duarte (Marceneiro).
 
O local a intervir é propriedade da Estamo - Participações Imobiliárias, SA, e encontra-se sob gestão do IHRU, I.P., ao abrigo do disposto no Decreto-Lei n.º 82/2020, de 2 de outubro.
 
O terreno tem uma área total de 87.560 m2, estando a área de intervenção circunscrita ao canto nordeste do mesmo, o qual tem uma superfície de 17.441 m2.
 
A intervenção prevê um total de 167 fogos e 4.185,0 m2 para comércio e de serviços, a que corresponderá uma superfície total de pavimento de 20.929 m2. O empreendimento destina-se a criar condições para o aumento da oferta de arrendamento acessível e deverá cumprir as disposições do regime da habitação a Custos Controlados, regulado pela Portaria n.º 65/2019, de 19 de fevereiro, na redação dada pela Portaria n.º 281/2021, de 3 de dezembro.
 
Valor máximo para o custo da obra: € 29.360.400,00 + IVA
Valor base: € 1.487.500,00 + IVA
 
Prémios
1º classificado: € 7.600,00
2º classificado: € 5.800,00
3º classificado: € 4.200,00
4º classificado: € 3.400,00
5º classificado: € 2.700,00
6º classificado: € 2.300,00
7º classificado: € 2.000,00
 
Júri
- Pedro Luís Dias da Silva Durand, arquiteto, indicado pelo IHRU, I.P. (DPRS), que preside;
- Paulo Jorge Alves dos Reis, engenheiro, Diretor da Direção de Promoção e Reabilitação do Património Imobiliário (DPRPI) do IHRU, I.P.;
- Vítor Manuel Carneiro Pinto Rei, arquiteto, indicado pelo IHRU, I.P. (DPRS);
- Jorge Manuel Bonito Santos, arquiteto, indicado pela Câmara Municipal de Lisboa;
- Maria Ana Sobral Cid de Castro Caldas Aboim Inglez, arquiteta, indicada pela Ordem dos Arquitectos - SRLVT.
Membros suplentes:
- Aurelina Viegas, arquiteta, Coordenadora do Departamento de Promoção e Reabilitação do Sul (DPRS) do IHRU, I.P.;
- Miguel da Fonseca Ribeiro Pimenta, arquiteto, indicado pela Câmara Municipal de Lisboa;
- Miguel Pires de Lima Salgado Braz, arquiteto, indicado pela Ordem dos Arquitectos - SRLVT.
 
Critérios de seleção
- Qualidade estética e coerência da solução conceptual (30%)
- Racionalidade construtiva e exequibilidade financeira (25%)
- Adequação aos objetivos do Programa Preliminar (15%)
- Articulação com o território e sistemas envolventes (15%)
- Sustentabilidade e aspetos de manutenção futura (15%)
 
Cronograma
Data de envio do anúncio para publicação em D.R.: 1 de setembro de 2022
Data limite para pedidos de esclarecimento: 29 de setembro de 2022 (23:59)
Data limite para respostas aos pedidos de esclarecimento: 27 de outubro de 2022 (23:59)
Data limite para entrega de propostas: 24 de novembro de 2022 (17:00)

documentação